Notícias

Poesia no varal, na escadaria e no ar de Estrela

A quarta edição do projeto Poesia no Varal iniciou nesta segunda-feira e amanhã terá ação especial para marcar a passagem do Dia Mundial da Poesia

Varal também é lugar para pendurar cultura. Ao menos em Estrela, onde a quarta edição do projeto “Poesia no Varal” proporciona o contato de pessoas a mais de 400 textos de autores nacionais e estrangeiros. E para marcar a passagem do Dia Mundial da Poesia, nesta terça-feira, uma ação especial será realizada partir das 9h de amanhã, junto à escadaria de Estrela, quando serão soltos balões carregados com sementes de girassol e poesias. A promoção é do Governo de Estrela através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secultur).

Em balões

A ação junto à escadaria terá como protagonistas mais de cem alunos de escolas municipais, estaduais e particulares, assim como outros interessados. Serão eles que irão soltar no ar os mais de 200 balões biodegradáveis, carregados com sementes de girassol e diferentes poesias, selecionadas de cinco poetas e seis poetisas. “As sementes de girassol, além do valor ambiental, visam também celebrar o período pascal, pois estamos em tempo de quaresma, que se refere a bons sentimentos e atividades, e uma maneira de se ‘plantar isso’ é com as poesias e ações como estas”, justifica a historiadora Letícia Oliveira de Oliveira, responsável pelo projeto. “A preocupação com o meio-ambiente não foi esquecida. Tanto que os balões são biodegradáveis e os fios nas quais estarão amarradas as poesias são de lã, e não plástico.

No Varal

As pessoas podem conferir os mais de 400 textos, de autores conhecidos ou mesmo anônimos, até o próximo dia 7 de abril. Os varais estão espalhados por salas e setores públicos do município, como a Secretaria de Agricultura e Centro de Cultura e Turismo Bertholdo Gausmann, e outros particulares como a Faculdade La Salle. Segundo a historiadora, trata-se de uma oportunidade de autores locais também exporem seus textos, de forma anônima ou não. “Muitos gostam de escrever, mas não têm oportunidade de divulgar seus trabalhos, ou mesmo sentem-se envergonhados de apresentá-las ao público”, afirma ela, ao lembrar que a primeira edição do projeto contava com apenas 25 poesias expostas. Mas informações pelo 3981-1122.

Voltar

Baixe nosso app

App Store Android Market