Notícias

Cras Novo Cabrais passa a contar com Libras

Com o objetivo de fortalecer a convivência com a família e com a comunidade, o Centro de Referência em Assistência Social (Cras) de Novo Cabrais trabalha em diversos setores da sociedade. Pessoas com deficiência, idosos, crianças retiradas do trabalho infantil, pessoas inseridas no Cadastro Único, beneficiários do Programa Bolsa Família, entre outros, recebem os serviços do Cras prestados através da Secretaria do Trabalho e Assistência Social (Stas) de Novo Cabrais.

Em mais uma ação visando ampliar o atendimento prestado pelo Cras, foi incluído dentro dos serviços da Assistência Social a Língua Brasileira de Sinais (Libras). A ação veio através de um pedido feito pela mãe da cabraisense Ânela Francisca Soares, de 22 anos, que possuiu deficiência auditiva. “O serviço público tem que ser cada vez mais acessível pra gente não propagandear uma política de acessibilidade e ao mesmo tempo excluir as pessoas de alguma forma. E acessibilidade não vem só voltada para a estrutura, com rampas, elevador e meio fio, mas também estruturar o quadro pessoal para trabalhar com esse público. Tínhamos aqui uma demanda que era a Ânela, uma menina surda que estudou numa escola específica para surdos em Santa Cruz do Sul, mas não se adaptou. A família, que é da localidade de Cerrito, buscou a prefeitura para achar uma solução nesse sentido”, destacou o secretário de Assistência Social de Novo Cabrais, Agnelo Machado.

APTIDÃO PARA O DESENHO

De acordo com Agnelo a solução, inicialmente, foi trabalhar junto com a Secretaria de Educação a inclusão da aluna Ânela na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Teófilo Teodoro Streck. “Foi tentado primeiramente colocar a Ânela junto com uma professora na Teófilo, mas ela não interagia e não se adaptou ao ensino regular. Isso fez com que a mãe dela procurasse a gente para tentar colocar em prática os dons da Ânela, pois ela tem aptidão para pintura. Ofertamos o grupo ProJovem e chamamos a mediadora de comunicação, Claudete Maria Tavares Vieira, para ser a intérprete dela.

A Ânela vem fazendo parte do grupo ProJovem e realizando também trabalhos artísticos no atelier do Cras junto à servidora municipal Luciane Milbradt. “A Ânela adora estar aqui, tem uma facilidade para fazer os desenhos e eu fico encantada com ela”, destacou Luciane.

RAINHA DE ESCOLA DE SAMBA

Ânela, que jamais escutou algum som – pois diferente de outras pessoas que nasceram ouvintes e depois perderam a audição, ela já nasceu surda – não somente possuiu aptidão artística para o desenho e pintura, mas também desempenhou com maestria outra atividade ligada à cultura. Com fortes relações com Cachoeira do Sul onde sua família vivia antes de se mudar para Novo Cabrais, Ânela foi escolhida rainha de carnaval da escola de samba Unidos da Vila, de Cachoeira do Sul, em 2017. “Foi um momento incrível para mim como mediadora de comunicação. Se você olhava ela dançando, jurava que ela estava ouvindo. Eu interpretei as perguntas dos jurados, ela estudou a história da escola de samba dela, e se apresentou maravilhosamente. Mereceu a vitória”, destacou a mediadora de comunicação Claudete Maria Tavares Vieira, que completou “A Ânela é muito habilidosa. O trabalho dela com pintura é excepcional. Ela é uma jovem de talento e vem se desenvolvendo aqui no Cras de Novo Cabrais”, finalizou Claudete.

De acordo com o secretário Agnelo Machado, o objetivo é fazer com que Ânela se sinta incluída no ambiente. “A Claudete veio nesse sentido, pra ajudar a gente a lidar com as situações que compreenderem à Ânela e servir de intérprete nas atividades do ProJovem e no atelier, convivendo e levando pra ela um pouco mais de atividades e inclusão”, finalizou Agnelo. Os munícipes que necessitarem alguma auxílio dentro da acessibilidade para um portador de deficiência podem entrar em contato com o Cras Novo Cabrais pelo telefone (51) 3616 5010, ramal 219.

 

Fonte: AI Novo Cabrais

Voltar

Baixe nosso app

App Store Android Market